terça-feira, 17 de janeiro de 2017

[Cartas Famosas] De William Faulkner


Esta é a carta de demissão mais linda que já vi. É impactante, objetiva e ousada.
Faulkner, mesmo antes de ganhar o Nobel, teve que ralar um pouquinho. Trabalho sob pressão numa agencia dos correios e, segundo o que se sabe, ele não era um bom funcionário. Muitos dos seus famosos romances foram escritos durante o seu expediente, por exemplo. Depois de muitas reclamações do setor, ele escreveu a carta que se segue:

Outubro, 1924.

Enquanto eu viver sob o sistema capitalista, espero ter a minha vida influenciada pelas demandas das pessoas endinheiradas. Mas eu vou ser amaldiçoado se me propuser a estar à disposição de cada canalha itinerante que tem dois centavos para investir em um selo postal.

Isso, senhor, é a minha demissão.


_______________________

William Faulkner Nasceu em 25 de setembro de 1897 em New Albany, Mississippi. Aclamado com o prêmio Nobel e dois Pulitzer, é autor de clássicos da literatura americana, como O som e a fúria (1929) e Luz de agosto (1932). Utilizando a técnica do "fluxo de consciência" consagrada por James Joyce, Virginia Woolf, Marcel Proust e Thomas Mann, Faulkner narrou a decadência do sul dos Estados Unidos da América, interiorizando-a em seus personagens, a maioria deles vivendo situações desesperadoras no condado imaginário de Yoknapatawpha. Por muitas vezes descrever múltiplos pontos de vista (não raro, simultaneamente) e impor bruscas mudanças de tempo narrativo, a obra faulkneriana é tida como hermética e desafiadora.Faulkner faleceu de complicações cardíacas em 06 de Julho de 1962, logo depois de lançar seu último romance, Os desgarrados.

Fonte: L&PM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi. Grato pela visita. Sinta-se convidado a voltar sempre. Abraços.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...