quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Sugestão de Leituras

Veja uma lista de livros de todos os gêneros para todos os gostos.
Alguns são lançamentos. Tem clássicos, best sellers, História, poesia e não ficção. Confira.

LUXÚRIA - FERNANDO BONASSI (Ficção)
Do roteirista de Estação Carandiru e Cazuza – O tempo não para. Quando Fernando Bonassi terminou de escrever Luxúria, a ascensão da nova classe C parecia anunciar um futuro de plena prosperidade no Brasil e a crise do abastecimento de água nas metrópoles do país soaria como ficção. Agora, no entanto, esta fábula contemporânea, sobre uma família comum, com ambições comuns, mas cujas escolhas aos poucos a leva a um cenário apocalíptico, parece anunciar os impasses desse Brasil em que progresso significa consumo. Inebriados pelo crédito fácil neste “momento histórico de prosperidade”, como alardeiam as propagandas do governo, a família de um metalúrgico – que mora em uma casa financiada, com carro financiado e eletrodomésticos financiados – decide construir uma piscina no quintal de casa. Porém, como afirma um dos personagens, “Há tempos a água não significa pureza: é a mãe de todas as guerras”, e essa decisão aparentemente banal vai expor as bases instáveis em que se assenta a normalidade da classe média, num equilíbrio fraco entre a pobreza e o bem-estar, entre a família feliz e a tragédia.


A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL - ANTONY BEEVOR (Não ficção)
A maior guerra de todos os tempos, de um jeito que você nunca viu. Ao empregar o ímpeto narrativo que fez de seus livros Stalingrado, Berlim 1945 e Dia-D best-sellers internacionais, Antony Beevor apresenta os vários aspectos da Segunda Guerra de um modo completamente novo. Com base nas pesquisas e informações mais atuais a respeito do tema, e por meio de um texto claro e apaixonante, Beevor traça um panorama que se estende do Atlântico Norte ao Pacífico Sul. Apesar de pintar o cenário mais amplo do conflito em sua escala heroica, A Segunda Guerra Mundial nunca perde de vista o destino dos soldados e civis comuns cujas vidas foram esmagadas pelas forças tirânicas da mais terrível guerra da história.



O AMANTE JAPONÊS - ISABEL ALLENDE (Romance)
O novo romance da autora de A casa dos espíritos. Uma paixão secreta que perdurou por quase setenta anos. Em 1939, ano da ocupação da Polônia pelos nazistas, Alma Mendel, de oito anos, é enviada pelos pais para viver em segurança com os tios em São Francisco. Lá, ela conhece Ichimei Fukuda, filho do jardineiro japonês da família. Despercebido por todos ao redor, um caso de amor começa a florescer. Depois do ataque a Pearl Harbor, no entanto, os dois são cruelmente separados. Décadas depois, presentes e cartas misteriosos são descobertos trazendo à tona uma paixão secreta que perdurou por quase setenta anos. Varrendo através do tempo e abrangendo diferentes gerações e continentes, O amante japonês explora questões de identidade, abandono, redenção, e o impacto incognoscível do destino em nossas vidas.



TEUS PÉS TOCO NA SOMBRA E OUTROS POEMAS INÉDITOS -  NERUDA (Poesia)
21 poemas inéditos de Pablo Neruda, um dos maiores poetas de todos os tempos. Um dos maiores acontecimentos da Literatura nos últimos 30 anos, Teus pés toco na sombra reúne 21 poemas inéditos, encontrados recentemente nos arquivos de Pablo Neruda. Datilografados ou escritos à mão em cardápios ou prospectos de companhias aéreas, os poemas neste livro são um precioso acréscimo à obra completa do autor, pois foram escritos por um período de três décadas, tocam todos os temas centrais de sua poesia e vão do poema curto até outros de grande fôlego e extensão. O poeta e diplomata chileno Pablo Neruda é, sem dúvida, uma das mais altas vozes da poesia de todos os tempos. Prêmio Nobel de Literatura, já foi traduzido para dezenas de idiomas no mundo inteiro e é presença garantida em qualquer lista das maiores personalidades literárias do século XX. 


CRIME NA FLORA - FERREIRA GULLAR (Poesia)
A obra mais experimental de Gullar com novo projeto gráfico. Como bem diz Antônio Houaiss, “há duas maneiras de justificar a publicação de um texto: porque ele é em si relevante ou porque ele é um elo de um conjunto de textos relevantes. Este é um texto que goza das duas características anteriores: é um nó, um momento, um tempo, um elo extremamente representativo da obra de um dos nossos grandes criadores contemporâneos.”. Crime na Flora é um longo poema em prosa, ou uma prosa poética, de Ferreira Gullar, escrito em sua maior parte logo após o lançamento de Luta Corporal (1954) e publicado apenas 30 anos depois. De acordo com informações do autor contidas na própria obra, a intenção era "fazer uma poesia que não fosse apenas um discurso sobre a realidade mas, ela mesma, uma realidade".




PERGUNTE AO PÓ - JOHN FANTE (Ficção)
O principal sucesso de John Fante, agora com nova identidade visual. A mais popular obra de John Fante, Pergunte ao pó, já vendeu no Brasil mais de 15 mil exemplares, e é agora relançado de acordo com a nova identidade visual do autor, mais moderna e atraente. O livro tem como protagonista Arturo Bandini, personagem ficcional muito inspirado no próprio autor, como uma espécie de alter ego: um sujeito ítalo americano vivendo uma vida de aspirante a escritor em Los Angeles. “Tomei o livro emprestado, levei-o ao meu quarto, subi à minha cama e o li, e sabia muito antes de terminar que aqui estava um homem que havia desenvolvido uma maneira peculiar de escrever. O livro era Pergunte ao pó e o autor era John Fante. Ele se tornaria uma influência no meu modo de escrever para a vida toda.” – Charles Bukowski.



DICIONÁRIO DA HISTÓRIA SOCIAL DO SAMBA - NEI LOPES E LUIS ANTONIO SIMAS (Dicionário)
Primeiro dicionário sobre a história do samba no Brasil. Expressão da cultura marginal carioca do início do século XX, o samba resistiu a décadas de racismo e preconceito estético, e se tornou parte inextrincável da identidade nacional brasileira. Nesta obra de referência pioneira, Nei Lopes e Luiz Antonio Simas inscrevem o valor da negritude e da história dos negros na criação e na fixação do samba, e a ambígua inserção dessa cultura musical na sociedade de consumo. Mais do que apenas descrever conceitos, neste importante dicionário os autores reconstroem a memória cultural de nosso país. Os verbetes organizam a trama que compõe o enredo dessa narrativa: a repressão explícita dos primeiros tempos; as escolas de samba, os pagodes e rodas como polos de resistência; a distribuição geográfica desses espaços; o samba como gênero de música popular, com seus múltiplos e diversos subgêneros e estilos e suas diferenças regionais. E, principalmente, destacam os nomes fundamentais que fizeram essa história: compositores, instrumentistas, regentes, cantores, dançarinos, cenógrafos, diretores, entre outros.

__________________________________

Em breve teremos resenhas de alguns por aqui.
Boas leituras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi. Grato pela visita. Sinta-se convidado a voltar sempre. Abraços.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...