terça-feira, 5 de junho de 2012

[Resenha] O mundo é o que é - Gilmar Marcílio / Um livro que nos convida à reflexão

Título: O Mundo é o que é
Autor: Gilmar Marcílio
Editora: Belas Letras 
Ano de lançamento: 2009
Número de páginas: 280
ISBN:  9788560174324
Onde encontrar: Editora Belas Letras / Travessa 





Diz a critica literária que Crônica é o “Gênero literário de prosa, ao qual menos importa o assunto, em geral efêmero, do que as qualidades de estilo, a variedade, a finura e argúcia na apreciação, a graça na análise de fatos miúdos e sem importância, ou na crítica de pessoas.” (COUTINHO, Afrânio, 2003, p. 121)

Todo este olhar perscrutador, sensível e crítico que poucos escritores tem nos dias de hoje pode ser percebido nas 66 crônicas do escritor e filósofo Gilmar Marcílio para o livro “O mundo é o que é”, publicado pela Editora Belas Letras.
São temas variados os das crônicas, mas tratam de assuntos cotidianos que muitas vezes passam despercebidos diante de nossas retinas. Para falar de vaidade, exibicionismo, perfeição e padrões sociais, o escritor apresenta na crônica “Defeitos de fabricação” as dificuldades que uma pessoa tem de viver para seguir normais sociais. Temas como paradigmas, estereótipos, machismo, cultura moderna e normalidade são trabalhos com delicadeza em crônicas como “Diferenças” e “Terapia”, respectivamente.
Ao contrário de alguns cronistas brasileiros, Gilmar Marcílio não usa muito do elemento humor em seus textos, mas sim frases de cunho filosófico que incitam o leitor a refletir. São crônicas de assuntos frugais, complexos, regionais, universais. São rápidas, curtas, compreensíveis. É possível encontrar um humor sutil em crônicas, muitas delas, um humor bem sutil, como na “Solteiro, mas não sozinho” e “Dois Chatos”.
Gilmar Marcílio lembra um pouco as crônicas escritas pela jornalista e escritora Lya Luft, pois em alguns textos a sua sensibilidade para certos temas como honestidade, educação pode ser notável em “A balança da honestidade” e “Filhos”, por exemplo.
São linhas escritas por um homem quem conhece bem a alma humana. São crônicas que nos fazem pensar, seja sobre o nosso papel social, educação de crianças, sentimentos ou estilo de vida. A crônica que leva ou dá nome ao livro é “O Mundo é o que é”. E o texto desta é quase um poema, com uma linguagem lírica que fala de tempo, gerações, fases da vida, saudade e realidade.

“Somos alunos que tentaram, cada qual a sua maneira, ser extremamente aplicados, mas que não conseguiram entender o significado de determinadas lições.” (Pág. 230)

O autor tem um blog, onde ele escreve crônicas. Clique aqui e visita o blog do escritor.


SOBRE O AUTOR:
Gilmar Marcílio é escritor e filósofo. Publica suas crônicas em jornais desde 1998. Publicou também a coletânea Frutos Ardentes (2005). Mora em Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, onde também é coordenador da Galeria Municipal de Arte Gerd Bornh.
Seus livros são publicados pela Editora Belas Letras.

3 comentários:

Postar um comentário

Oi. Grato pela visita. Sinta-se convidado a voltar sempre. Abraços.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...