domingo, 5 de fevereiro de 2012

[Meus Versos] As guerras



Ausência de paz
Que me invade de vez
E leva
A minha paz

Como um carro forte
Que carrega

Algo valioso.
É uma revolução
Em mim
Uma bomba
Que explode
Em meu ser
Sem aviso prévio
Com tumulto
E gravidades.
Fugi
Vim parar
Onde o fim
É abismal
Onde o fim
É sepulcral.
Sinto tudo
Indo embora
Permaneço sisudo
Meu corpo
Amuado
Translúcido
Suado e cansado
De guerrear
Contra
Mim mesmo..
.

Um comentário:

Postar um comentário

Oi. Grato pela visita. Sinta-se convidado a voltar sempre. Abraços.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...